Revista eletrônica de investigações filosófica, científica e tecnológica

ISSN 2358-7482

 

Dezembro/2020, Ano VI, Volume VI, Número XX

 

Contabilizando a Solidariedade: um projeto integrador entre a contabilidade e o cooperativismo

          Publicado 28/12/2020

 

Leomara Battisti Telles

Instituto Federal do Paraná

Candida Joelma Leopoldino

Instituto Federal do Paraná

 

Resumo

O ensino da contabilidade para os cursos de ensino médio técnico integrado é um desafio, pois, os adolescentes, na sua maioria, não têm vivência prática das relações de trabalho, de produção e de comercialização. Dessa forma, este estudo tem como objetivo apresentar um relato de experiência sobre a aplicação do projeto de ensino-aprendizagem chamado “Contabilidade e cooperativismo: contabilizando a solidariedade”, que buscou superar este desafio de desenvolver nos alunos os conhecimentos básicos de contabilidade a partir da simulação de atividades práticas do dia a dia de sociedades cooperativas. Este estudo decorre da aplicação de um projeto integrador que buscou oportunizar ao aluno, o desenvolvimento do conhecimento, sendo ele o protagonista no seu próprio processo de aprendizagem, e o professor, apenas um mediador deste processo. O mesmo foi desenvolvido junto aos alunos do primeiro ano do Curso técnico em Cooperativismo integrado ao ensino médio, do IFPR/Campus Coronel Vivida, no componente curricular de “Contabilidade Básica e Matemática Financeira” e os resultados da formação de uma sociedade cooperativa fictícia, a criação da moeda social, a comercialização dos produtos e a contabilização dessas operações foram surpreendentes. Passou-se da contabilidade e cooperativismo para a solidariedade. Além de desenvolver os conhecimentos técnicos e formais relacionados a contabilidade e ao cooperativismo, percebeu-se um aprendizado integrado com as questões humanas e de cidadania, compreendendo solidariedade, cooperação, empatia, desapego material, voluntariado, dentre outras. Isso proporcionou uma formação integral, conforme a missão do IFPR.

Palavras-chave: Contabilidade. Cooperativismo. Projeto de ensino-aprendizagem. Relato de experiência.

 

Abstract

The teaching of accountance for integrated technical high school courses is a challenge, since most teenagers don’t have practical experience of job, production and marketing relationships. Thus, this study aims to present an experience a report on the application of a teaching-learning project called “Accounting and cooperativism: accounting the solidarity”, which sought to overcome this challenge of developing students' basic knowledge of accounting based on a simulation of practical daily activities in cooperative societies. This study results from the application of an integrating project that sought to provide the student with the opportunity to develop knowledge, being the protagonist in his own learning process, and the teacher, only a mediator of this process. It was developed with students from the first year of the Technical Course in Cooperativism integrated with high school, from IFPR / Campus Coronel Vivida, in the curricular component of “Basic Accounting and Financial Mathematics” and the results of the formation of a fictitious cooperative society, the creation of the social currency, the commercialization of products and the accounting of these operations were surprising. It went from accounting and cooperativism to solidarity. In addition to developing technical and formal knowledge related to accounting and cooperatives, an integrated learning with human and citizenship issues was perceived, including solidarity, cooperation, empathy, material detachment, volunteering, among others. This provided comprehensive training, according to IFPR's mission.

Keywords: Accountance. Cooperativism. Teaching-learning project. Experience report.

 

Resumo

La instruado pri kalkulado de integraj teknikaj mezlernejaj kursoj estas defio, ĉar plej multaj adoleskantoj ne havas praktikan sperton pri laboro, produktado kaj komercaj rilatoj. Tiel, ĉi tiu studo celas prezenti spertan raporton pri la apliko de la instrua-lerna projekto nomata "Kontado kaj kooperativismo: respondeco por solidareco", kiu celis superi ĉi tiun defion disvolvi la bazajn sciojn de lernantoj pri kontado surbaze de simulado de praktikaj ĉiutagaj agadoj de kooperaj societoj. Ĉi tiu studo rezultas de la apliko de integra projekto, kiu celis provizi al la studento la ŝancon disvolvi sciojn, estante la ĉefrolulo en sia propra lernado, kaj la instruisto, nur administranto de ĉi tiu procezo. Ĝi estis disvolvita kun la studentoj de la unua jaro de la Teknika Kurso en Kooperativoj integrita al mezlernejo, de IFPR / Campus Coronel Vivida, en la instrua ero de "Baza Kontado kaj Financa Matematiko" kaj la rezultoj de la formado de fikcia koopera socio, la kreado de la socia valuto, komercado de produktoj kaj kontado de ĉi tiuj operacioj estis surprizaj. Ĝi iris de kontado kaj kooperativismo al solidareco. Krom disvolvi teknikajn kaj formalajn sciojn rilate al kontado kaj kooperativoj, oni perceptis integran lernadon kun homaj kaj civitanaj problemoj, inkluzive solidarecon, kunlaboron, empation, materialan taĉmenton, volontuladon, inter aliaj. Ĉi tio provizis ampleksan trejnadon, laŭ la misio de IFPR.

Ŝlosilvortoj: Librotenado. Kooperativismo. Projekto pri instruado-lernado. Sperta raporto.

 

Biografia do autor

Leomara Battisti Telles

Mestre e Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Professora do Instituto Federal do Paraná (IFPR). E-mail: leomarabattisti@hotmail.com

 

Candida Joelma Leopoldino

Mestre e Doutora em Direito do Estado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professora do Instituto Federal do Paraná (IFPR). E-mail: canjl@hotmail.com

 

Referências

 

BENATO, J. V. A. O ABC do Cooperativismo. 2ed. São Paulo: ICA- OCESP, junho de 1995.

 

BRASIL. Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971 - Define a Política Nacional de

Cooperativismo, institui o regime jurídico das sociedades cooperativas, e dá outras providências. D.O.U. 16/12/1971. Disponível em:<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5764.htm>. Acesso em: 10 ago. 2020.

 

CASTANHO, M. E. Os Métodos Ativos e a Educação Contemporânea. Revista HISTEDBR Online, n.29, p.58-67, mar.2008.

 

CERNEV, A. K.; DINIZ, E. H. (2020). Palmas to e-dinheiro! Clapping the digital evolution of a local social currency. Revista de Administração Contemporânea, v. 24, n. 5, p. 487-506, 2020. DOI: 10.1590/1982-7849rac2020190390

 

CREPALDI, S. A. Curso básico de contabilidade. São Paulo: Atlas, 2013.

 

FRANKE, W. Direito das Sociedades Cooperativas. São Paulo: Saraiva, 1973.

 

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

 

INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ (IFPR). Estatuto do Instituto Federal do Paraná. 2015. Disponível em: <http://reitoria.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2010/06/Estatuto-consolidadoatualiza%C3%A7%C3%A3o-06.02.2015.pdf>. Acesso em: 28 nov. 2019.

 

NAMORADO, Rui. Cooperativismo- Um horizonte possível. In Gediel, José Antônio Peres (org). Estudos de Direito Cooperativo e Cidadania. Curitiba: Programa de Pós Graduação em Direito da UFPR, 2005. p. 09-38.

 

SILVA, B. R.; WENDLING, C. M. C. Os Princípios e Desafios da Educação Integral no Contexto do Programa Mais Educação.  In: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. Os Desafios da Escola Pública Paranaense na Perspectiva do Professor PDE, 2016. Curitiba: SEED/PR., 2018. V.1. (Cadernos PDE). Disponível em: <http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/cadernospde/pdebusca/producoes_pde/2016/2016_artigo_ped_unioeste_roselibilibiodasilva.pdf>. Acesso em 14 set. 2020.

 

SIMON, E.; JEZINE, E.; VASCONSCELOS, E. M.; RIBEIRO, K. S. Q. S. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem e educação popular: encontros e desencontros no contexto da formação dos profissionais de saúde. Interface: Comunicação Saúde Educação, n. 18, Supl 2, p. 1355-1364, 2014.